top of page
  • Foto do escritorPaulo Todai

Investimentos em ações americanas por meio de ETF Irlandeses como estratégia de redução de tributos

Atualizado: 14 de nov. de 2022

Escrito por Paulo Todai

Existe um mecanismo muito usual de tentar fugir da tributação americana de 30% sobre os dividendos dos ETF.


Ela corresponde a realizar investimentos por meio de ETF domiciliados na Irlanda que aplicam seu caixa em empresas americanas.


Os Estados Unidos, por meio de um acordo com a Irlanda, realizou um corte na tributação de dividendos de 30% para 15% nestes ativos.


Vale observar que a Irlanda possui um diferimento de tributo para não residentes em seu domicílio, ou seja, ele não cobra a tributação sobre dividendos para não residentes irlandeses.


Assim, quando olhamos para os ETFs irlandeses, eles podem ser tanto ETFs de distribuição, igual aos americanos, ou ETFs de acumulação, que reinvestem os dividendos recebidos, muito parecidos com os ETFs brasileiros.


Neste sentido a estratégia fica interessante quando alocamos valores em ETF de acumulação já que não há distribuição de dividendos e assim não ocorrerá a tributação no Brasil enquanto não ocorrer a distribuição de dividendos.


A estratégia se utiliza de 03 (três) domicílios fiscais para otimizar a rentabilidade por meio de redução tributária legal.


Converse sempre com um profissional capacitado a fim de entender a particularidade de seus investimentos, buscando soluções adequadas, para desenvolver um plano estratégico que considere todos os aspectos.


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page